Capítulo 46

Escolhemos um lugar que não tinha muita gente, montamos o guarda-sol e forramos um lenço colorido na areia.

Setamos um do lado do outro, e fiquei admirando a imensidão do mar, sentindo a brisa de leve sob o meu rosto. O sol estava quase se pondo, Lucas me abraçou de lado e enterrou sua cabeça no meu pescoço.
- Te amo sabia?! - ele susurrou me fazendo sorrir automaticamente -
- Só que eu te amo mais, rá! - rimos - 
- Vamos entrar na água?! - ele disse dando um pulo e ficando em pé na minha frente -
- Vamos - tirei ninha saída de banho e Lucas fez uma cara estranha -

- Que foi? - olhei pra mim mesma pra ver se tinha algo errado -
- Ta muito gotosa, pode não uai!
- Larga de ser bobo - mostrei lingua -
Lucas praticamente me arrastou pra dentro da água, nunca vi alguém mais desesperado que ele! Parecia uma criança quando vê o mar pela primeira vez.
Ficamos trocando carinhos por algum tempo e fazendo piadinhas sem graça.
Realmente estávamos mais que apaixonados, era incrível como eu me sentia bem quando estava com ele.
Talvez seja muito clichê dizer isso, mas tudo era mágico. Eramos dois bobos que completavam um ao outro.
Ja estava quase noite, saímos da água e fomos pegar nossas coisas.
- Amor vou indo na frente quero comprar um suco - falei pegando o dinheiro que tinha colocado no bolso do Lucas -
- Te encontro lá então - sorriu -
Cheguei na lanchonete que tinha ali em frente ao apartamento, e como sempre pedi meu introcável suco de laranja.
- Oi, tudo bem? - um cara se aproximou de mim sorridente -
- Tudo sim - sorri de volta tentando imaginar o que ele queria -
- Hoje ta calor né? - deu um golé no seu suco -
- É.. - ai não, ele tava querendo puxar assunto, comecei torcer pra que meu suco ficasse pronto antes do Lucas aparecer -

LUCAS NARRANDO:
Terminei de ajuntar nossas coisas, e fui em direção a lanchonete encontrar a May.
Quando estava me aproximando, vi que um cara estava falando com ela,  sorridente de mais!
- Você vem sempre aqui? Nunca te vi por aqui.. - ele estava cantando ela, só podia ser brincadeira! -
- Não, ela não vem, e quando vier ela vai estar comigo! - fui pro lado dela e a abracei encarando o cara -
-Foi mal irmão - ele saiu -
Fiquei bolado que a May não fez nada pra dispensar o cara. E ela percebeu que eu não gostei.
Ela pagou o suco, e atravessamos a rua pra voltar pro apartamento, ficamos completamente em silêncio até chegar no elevador.







InicioAskChatsFanfic




Pra ser doce tem que ser na horizontal...
"Há muitos para criticar o amor de uma fã, mas poucos para entedê-lo "
© theme