i-love-the-country-life:

boa noite #munhoz #mariano #top #lindos #amores #vidas <3

i-love-the-country-life:

boa noite #munhoz #mariano #top #lindos #amores #vidas <3



Babi: Ai meu Deus, aí meu Deus! - continuava completamente chocada -
Duda: Não tenho tempo agora. Depois te explico tudo. Por favor não fala pra ninguém! - implorou pra amiga - 
Babi: Claro que não! Até parece que não me conhece - se fez de ofendia - 
Duda: Obrigada! - sorriu aliviada e correu logo em seguida pra saída da escola - 
&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;
Babi estava sozinha na arquibancada vendo o treino dos meninos. Seu corpo estava ali, mas sua mente vagava longe, tentando entender como tudo tina acontecido entre Lucas e Duda. A única certeza que ela tinha, era que toda essa história entre eles não tinha acabado bem por conta do tratamento que Duda estava tendo com Lucas nos últimos dias. 
Ela queria especular Leandro após o treino, mas não tinha certeza se ele sabia de tudo. Pois o mesmo não havia comentado nada com ela sobre isso. E se tinha uma coisa que Leandro era com Babi, era língua solta. Sempre contava tudo pra namorada. 
Então Babi teve a certeza de que se ele sabia e não comentou nada, a coisa era mais grave do que ela poderia imaginar. 
A garota foi despertada de seus pensamentos pelo apito do treinador encerrando a partida e dando fim ao treino. Babi continuou sentada quando viu que os meninos estavam indo em sua direção. 
Leandro: Duda já foi? - perguntou meio baixo pra que Lucas não ouvisse, mas logo que Leandro pronunciou o nome dela, ele começou prestar atenção na conversa - 
Babi: Ela saiu mais cedo hoje - limitou-se a dar explicação - 
Leandro: Porque? Nem me avisou! Onde ela foi? - bombardeou de perguntas como um irmão preocupado - 
Babi: Af Leandro ela teve que ir ao médico! 
Lucas: Médico? Ela tá bem? - tentava imaginar o que poderia ter de errado com a garota. - 
Babi: Ginecologista. Coisas de mulher. Parem de perguntas! - falou estressada - 
Lucas arregalou os olhos e um silêncio se estabeleceu entre os três. Todos sabiam o que isso queria dizer, mas ninguém demonstrou nada. 
Lucas sem dizer nada se afastou e foi pro vestiário. 
Leandro: Então você já sabe?!! - perguntou meio em dúvida - 
Babi: Sei! E você sabia e não me falou nada! - olhou seria pro namorado - 
Leandro: Duda me pediu segredo..
Babi: Mas sou sua namorada e amiga dela. Não tinha nada de mais me falar - deu um sorriso forçado - 
Leandro: Bárbara 
Babi: Ta.. Parei! - bufou - 
O garoto deu um beijo rápido na namorada e também foi se trocar.
&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;&#8212;
Tudo foi tranquilo na consulta de Duda. A médica deu todas as instruções sobre os exames que ela deveria fazer, e deu algumas orientações a respeito das relações sexuais. 
A garota chegou em casa no horário que sempre costumava chegar quando voltava da escola sem os meninos. Assim não causaria suspeitas sobre onde poderia estar. 
Karina: Oi querida! Nem vi que já tinha chegado - encontrou a garota almoçando sozinha na cozinha - 
Duda: Oi tia! - sorriu -
Karina: Duda, eu achei um papel nas cosias do Lucas hoje quando estava organizando o quarto dele.. Acho que você deveria ler - estendeu um papel dobrado - 
Duda: Tia, me desculpa. Mas eu não queria saber de mais nada que possa ser relacionado ao Lucas.. - suspirou - 
Karina: Eu sei que sim. Mas não custa nada ler isso aqui não é mesmo? - sorriu convincente e deixou o papel sobre a mesa e saiu - 
Duda encarou o papel por alguns momentos, mas não teve coragem de abri-lo ali. Terminou de almoçar, colocou o prato na pia, e subiu pro seu quarto com o papel em mãos. 
Quando fechou a porta atrás de si, estava decidida a não ler. Deixou a folha em cima da mesa de estudos, e deitou na cama encarando o teto.
Ouviu seu celular apitar, e viu que era uma mensagem de Babi.
B: Amiga me desculpa mas contei pros meninos que você foi na ginecologista.
D: Não acredito Bárbara! O Lucas estava junto?
B: Sim :X 
D: Af!
B: Desculpa! Eles ficaram me pressionando e eu falei..
D: Tudo bem.. Não se preocupa! Eu sei que você é língua solta quando o Leandro te pressiona 
B: haha &#8212;&#8217;
Duda continuou deitada fitando o teto, ficou pensando como seria sua vida de agora pra frente. O ano estava chegando na metade. E logo teria seus 18 anos, e viver na casa dos Corrêa já não seria mais necessário. Mas e sobre o amor? Qual a certeza que ela poderia ter? Será que o amor faria parte do seu futuro também? Seus pensamentos estavam vagando em Lucas, na possibilidade de que as coisas poderiam dar certo agora, já que todas sabiam que existia algo entre eles. Sem pensar muito, ela decidiu ler o que tinha no papel. Então se deparou com o trabalho de sociologia, o qual a professora tinha pedido pra cada um escrever sobre o seu parceiro.

Babi: Ai meu Deus, aí meu Deus! - continuava completamente chocada -
Duda: Não tenho tempo agora. Depois te explico tudo. Por favor não fala pra ninguém! - implorou pra amiga -
Babi: Claro que não! Até parece que não me conhece - se fez de ofendia -
Duda: Obrigada! - sorriu aliviada e correu logo em seguida pra saída da escola -
—————————————
Babi estava sozinha na arquibancada vendo o treino dos meninos. Seu corpo estava ali, mas sua mente vagava longe, tentando entender como tudo tina acontecido entre Lucas e Duda. A única certeza que ela tinha, era que toda essa história entre eles não tinha acabado bem por conta do tratamento que Duda estava tendo com Lucas nos últimos dias.
Ela queria especular Leandro após o treino, mas não tinha certeza se ele sabia de tudo. Pois o mesmo não havia comentado nada com ela sobre isso. E se tinha uma coisa que Leandro era com Babi, era língua solta. Sempre contava tudo pra namorada.
Então Babi teve a certeza de que se ele sabia e não comentou nada, a coisa era mais grave do que ela poderia imaginar.
A garota foi despertada de seus pensamentos pelo apito do treinador encerrando a partida e dando fim ao treino. Babi continuou sentada quando viu que os meninos estavam indo em sua direção.
Leandro: Duda já foi? - perguntou meio baixo pra que Lucas não ouvisse, mas logo que Leandro pronunciou o nome dela, ele começou prestar atenção na conversa -
Babi: Ela saiu mais cedo hoje - limitou-se a dar explicação -
Leandro: Porque? Nem me avisou! Onde ela foi? - bombardeou de perguntas como um irmão preocupado -
Babi: Af Leandro ela teve que ir ao médico!
Lucas: Médico? Ela tá bem? - tentava imaginar o que poderia ter de errado com a garota. -
Babi: Ginecologista. Coisas de mulher. Parem de perguntas! - falou estressada -
Lucas arregalou os olhos e um silêncio se estabeleceu entre os três. Todos sabiam o que isso queria dizer, mas ninguém demonstrou nada.
Lucas sem dizer nada se afastou e foi pro vestiário.
Leandro: Então você já sabe?!! - perguntou meio em dúvida -
Babi: Sei! E você sabia e não me falou nada! - olhou seria pro namorado -
Leandro: Duda me pediu segredo..
Babi: Mas sou sua namorada e amiga dela. Não tinha nada de mais me falar - deu um sorriso forçado -
Leandro: Bárbara
Babi: Ta.. Parei! - bufou -
O garoto deu um beijo rápido na namorada e também foi se trocar.
———————————————
Tudo foi tranquilo na consulta de Duda. A médica deu todas as instruções sobre os exames que ela deveria fazer, e deu algumas orientações a respeito das relações sexuais.
A garota chegou em casa no horário que sempre costumava chegar quando voltava da escola sem os meninos. Assim não causaria suspeitas sobre onde poderia estar.
Karina: Oi querida! Nem vi que já tinha chegado - encontrou a garota almoçando sozinha na cozinha -
Duda: Oi tia! - sorriu -
Karina: Duda, eu achei um papel nas cosias do Lucas hoje quando estava organizando o quarto dele.. Acho que você deveria ler - estendeu um papel dobrado -
Duda: Tia, me desculpa. Mas eu não queria saber de mais nada que possa ser relacionado ao Lucas.. - suspirou -
Karina: Eu sei que sim. Mas não custa nada ler isso aqui não é mesmo? - sorriu convincente e deixou o papel sobre a mesa e saiu -
Duda encarou o papel por alguns momentos, mas não teve coragem de abri-lo ali. Terminou de almoçar, colocou o prato na pia, e subiu pro seu quarto com o papel em mãos.
Quando fechou a porta atrás de si, estava decidida a não ler. Deixou a folha em cima da mesa de estudos, e deitou na cama encarando o teto.
Ouviu seu celular apitar, e viu que era uma mensagem de Babi.
B: Amiga me desculpa mas contei pros meninos que você foi na ginecologista.
D: Não acredito Bárbara! O Lucas estava junto?
B: Sim :X
D: Af!
B: Desculpa! Eles ficaram me pressionando e eu falei..
D: Tudo bem.. Não se preocupa! Eu sei que você é língua solta quando o Leandro te pressiona
B: haha —’
Duda continuou deitada fitando o teto, ficou pensando como seria sua vida de agora pra frente. O ano estava chegando na metade. E logo teria seus 18 anos, e viver na casa dos Corrêa já não seria mais necessário. Mas e sobre o amor? Qual a certeza que ela poderia ter? Será que o amor faria parte do seu futuro também? Seus pensamentos estavam vagando em Lucas, na possibilidade de que as coisas poderiam dar certo agora, já que todas sabiam que existia algo entre eles. Sem pensar muito, ela decidiu ler o que tinha no papel. Então se deparou com o trabalho de sociologia, o qual a professora tinha pedido pra cada um escrever sobre o seu parceiro.



isyoulucco said:
"Oi minha gatona, beijo pra você" 😍🙌💭

Cê viu? 😍😍😍 São nessas coisas que eu vejo que 2 anos de FC não foram em vão!



Anónimo said:
Proximo cap pfvr ai meus Deus vc vai me matar ta cada vez melhor

Kkkkkkk, carrrrma




"E mesmo se estivermos a KM de distância, o amor sempre nos une de alguma forma!" @munhoz_frango ❤️😭



-Karina narrando - 

Mãe sempre tem uma preocupação mais que o normal com os filhos. E ser mãe de três da mais trabalho do que eu imaginava. Ainda mais agora com essa novidade, o amor entre eles..
Acordei cedo, queria resolver tudo de uma vez. Eu sabia que tinha algo de muito errado acontecendo, mas não imaginava o quão errado estava. 
Conversei com Paulo na noite anterior, mas homem nunca sabe bem o que fazer. Então, decidi eu mesma resolver tudo entre todos. 
Estava preparando o café da manhã quando a Duda apareceu na cozinha com uma cara péssima! 
Karina: Bom dia querida..
Duda: Bom dia tia - se arrastou até o balcão e se sentou em um banquinho -
Karina: A noite foi tão ruim assim? - tentei não ir direto ao ponto - 
Duda: Da pra levar.. - tentou não demonstrar nenhuma emoção - 
Karina: Eu queria que as coisas entre você e o Lucas se resolvessem.. - decidi soltar de uma vez - 
Duda travou na minha frente, arregalou os olhos assustada, talvez tivesse imaginando como eu sabia daquilo. Abriu a boca algumas vezes tentando elaborar alguma resposta.
Karina: Pode ficar tranqüila, eu já sei de tudo..
Duda: Mas.. Mas como? - me olhava ainda surpresa - 
Karina: Por que ontem meu filho chegou em casa bêbedo as três horas da manhã, chorando e dizendo que você não quer perdoar ele..

- FLASH BACK ON - 
Ouvi barulho de coisas sendo derrubadas no andar de baixo, olhei no relógio marcava exatamente três da manhã. Na hora fiquei assustada, mas me lembrei que poderia ser um dos meninos chegando da farra. E mais uma vez, outro barulho ecoou pela casa, decidi descer pra ver o que estava acontecendo.
Desci as escadas, olhei na sala e não tinha ninguém, fui pra cozinha e me deparei com Lucas deitado sobre o balcão.
Karina: Meu filho! - tentei levantar seu rosto -
Lucas: Me deixa mãe!  - falou ainda de cabeça baixa -
Com muito custo, consegui que ele me olhasse. Então vi o quanto ele estava cheirando bebida, e com os olhos vermelhos. Imaginei que tivesse chorado. 
Karina: Meu filho, levanta dai. Vem vou te ajudar a tomar um banho! - tentei levantar ele do banquinho -
Lucas: Não mãe, eu só quero a Duda. Só ela mãe. - começou chorar - Ela não me quer mais. Me ajuda mãe, me ajuda.
Karina: Calma. Vamos tomar um banho e você me conta o que aconteceu.
Com muito custo ele concordou e o ajudei a subir as escadas. Não sabia o que tinha acontecido, mas pelo jeito as coisas pareciam graves. Eu sabia que todo esse ódio deles um dia ia acabar virando amor ou coisa pior.
Lucas terminou o banho gelado, e agora parecia mais sóbrio. Ele veio se sentar ao meu lado na cama, e ficou encarando o nada por alguns minutos.
Karina: E então.. O que aconteceu entre você e a Duda? - olhei cuidadosa pra ele - 
Lucas: Eu não sei bem mãe, é uma coisa louca que a gente tem, e ao mesmo tempo não tem.. - suspirou - Quando eu to perto dela, é diferente. Ela é diferente. To ficando maluco! - passou as mãos pelo cabelo impaciente, do jeito que eu conheço bem - 
Karina: Filho, o nome disso é amor.. - sorri - Eu sabia que vocês iam acabar nisso..
Lucas: Amor? - riu sem humor - O que temos, ou melhor, o que não temos, é tudo, menos amor. 
Karina: Lucas, você acha que eu não sei ver quando alguém esta apaixonado? Olha pra você meu filho..
Lucas: Mas não posso ficar com ela mãe.. - falou derrotado -
Karina: Uai, não to entendendo..
Lucas: Eu sei que vocês não vão aceitar, a senhora e o papai considera ela como filha.. 
Karina: Que isso Lucas, ta doido?
Lucas: Como posso ficar com alguém que toda minha família considera minha irmã? - falou irônico -
Karina: Lucas.. Não é assim! Nada me deixaria mais feliz do que ver vocês juntos - sorri sincera -
Ele me olhou confuso, e surpreso ao mesmo. Dei uma risada, ao entender o motivo de toda a confusão.
Karina: Filho, você fez uma confusão a toa - ri - 
Lucas: Mas agora fudeu né mãe. Duda não quer me ver pintado de ouro! Fiz muita merda - colocou a mão no rosto se culpando -
Karina: Não se preocupa. Uma hora tudo vai se resolver. Dê tempo ao tempo.. 
Lucas: Espero que sim mãe.. Espero que sim! Essa muié ta me deixando maluco 
Karina: Agora vai dormir, ta tarde!
Lucas: Obrigada mãe, cê é a muié mais foda do mundo! - me abraçou forte - 
Karina: Te amo! Boa noite
Lucas: Também te amuuuu - fez bico - 
- FLASH BACK OF -

Karina: Sabe Duda, eu não sei de tudo que aconteceu entre vocês.. E também não me importa isso. Mas ontem eu vi o quanto Lucas gosta de você. Nunca vi ele assim por alguém - olhei pra ela tentando passar confiança - 
Duda: Tia é tão complicado - suspirou - Lucas me fez de boba tanta vezes.. 
Karina: Eu imagino.. Conheço o filho que tenho, mas ele fez o que fez, porque achava que não íamos aprovar vocês dois..
Duda: Lucas é doido - revirou os olhos -
Karina: Eu vou te apoiar em qualquer decisão. Faz o que você achar melhor..
Duda: Obrigada tia - sorriu agradecida - 
Karina: Com o tempo as coisas vão se ajeitar, tanto pra você, quanto pra ele..
Duda: É..
O assunto encerrou assim que Leandro entrou na cozinha, mas eu já podia imaginar que ele devia saber de tudo, já que ele sempre foi o melhor antigo de Duda. O que também explicava a cara torta dele pra Lucas nos últimos dias. 
Duda tomou seu café apressada, presumi que fosse pra não encontrar Lucas. E não demorou muito pra ela sair pra escola, mais uma vez sem os meninos.
- Fim de Narração - 
E como em mais um dia, Duda evitou Lucas durante o período da aula. Os amigos já estavam sem saber o que fazer diante daquele situação toda. Apenas quem sabia do ocorrido até o momento era Willi e Leandro. Mas Luara, Babi, Jackson e Dyego já estavam começando desconfiar que algo estava errado entre eles. Mas ninguém falava nada. 
Duda sempre fugia do assunto quando alguma amiga tentava falar sobre. Ela confiava nas meninas, mas ainda não estava preparada pra contar tudo que tinha acontecido.
No meio da segunda aula, Duda se lembrou que tinha marcado ginecologista as 11:00. Sentiu um gelo no estômago, todos iriam querer saber porque ela estava saindo mais cedo. Se tivesse lembrado antes que tinha marcado essa consulta na semana passada não teria ido pra escola. 
A garota mandou um bilhete pra Babi no meio da aula de física. O professor era um porre, se visse ela trocando bilhetinhos capaz de expulsar as duas da sala. 
“Vou ter que sair mais cedo hoje, copia tudo que os professores passarem. Pego com você depois :)” 
Depois que leu o bilhete Babi ficou lançando olhares curiosos pra amiga a cada minuto. Duda se praguejou mentalmente, sabia que Babi não a deixaria em paz enquanto não descobrisse exatamente tudo que estava acontecendo. 
Quando o sinal tocou anunciando o intervalo, Duda tentou sair despercebida da sala, mas logo foi encurralada por Babi no corredor. 
Babi: Porque vai sair mais cedo? - olhou curiosa pra amiga - 
Duda: Preciso resolver umas coisas - tentou encerrar o assunto - 
Babi: Que coisas Maria Eduarda? Eu conheço você, ta escondendo alguma coisa - arqueou uma das sobrancelhas - 
Duda: Não é nada Babi, relaxa! 
Babi: Duda.. - insistiu - 
Duda: Af Babi, vou no médico ok? - respondeu já irritada pela insistência da amiga - 
Babi: Médico? Ta doente? Que médico? Como você não fala nada? - soltou tudo ao mesmo tempo - 
Duda: Só vou na ginecologista! Não to morrendo! - respondeu sem pensar fazendo a boca de Babi abrir tanto que quase chega ao chão - 
Babi: Ginecologista? Não vai me dizer que..
Duda: Que..
Babi: Aí meu Deus!!! Você não é mais virgem! 
Duda: Xiiiiii - tapou a boca da amiga -
Babi: Me conta isso agora Maria Eduarda Ottoneli! 
Duda: Agora não da! 
Babi: Só me fala com quem foi então.. Por favor! Puta que pariu! Não to acreditando - disparou a falar -
Duda: To atrasada! Depois a gente conversa - tentou fugir da amiga, mas Babi foi mais rápida e a segurou novamente - 
Babi: Por favor..
Duda: Lucas.. Foi com o Lucas.. - confessou -

-Karina narrando -

Mãe sempre tem uma preocupação mais que o normal com os filhos. E ser mãe de três da mais trabalho do que eu imaginava. Ainda mais agora com essa novidade, o amor entre eles..
Acordei cedo, queria resolver tudo de uma vez. Eu sabia que tinha algo de muito errado acontecendo, mas não imaginava o quão errado estava.
Conversei com Paulo na noite anterior, mas homem nunca sabe bem o que fazer. Então, decidi eu mesma resolver tudo entre todos.
Estava preparando o café da manhã quando a Duda apareceu na cozinha com uma cara péssima!
Karina: Bom dia querida..
Duda: Bom dia tia - se arrastou até o balcão e se sentou em um banquinho -
Karina: A noite foi tão ruim assim? - tentei não ir direto ao ponto -
Duda: Da pra levar.. - tentou não demonstrar nenhuma emoção -
Karina: Eu queria que as coisas entre você e o Lucas se resolvessem.. - decidi soltar de uma vez -
Duda travou na minha frente, arregalou os olhos assustada, talvez tivesse imaginando como eu sabia daquilo. Abriu a boca algumas vezes tentando elaborar alguma resposta.
Karina: Pode ficar tranqüila, eu já sei de tudo..
Duda: Mas.. Mas como? - me olhava ainda surpresa -
Karina: Por que ontem meu filho chegou em casa bêbedo as três horas da manhã, chorando e dizendo que você não quer perdoar ele..

- FLASH BACK ON -
Ouvi barulho de coisas sendo derrubadas no andar de baixo, olhei no relógio marcava exatamente três da manhã. Na hora fiquei assustada, mas me lembrei que poderia ser um dos meninos chegando da farra. E mais uma vez, outro barulho ecoou pela casa, decidi descer pra ver o que estava acontecendo.
Desci as escadas, olhei na sala e não tinha ninguém, fui pra cozinha e me deparei com Lucas deitado sobre o balcão.
Karina: Meu filho! - tentei levantar seu rosto -
Lucas: Me deixa mãe! - falou ainda de cabeça baixa -
Com muito custo, consegui que ele me olhasse. Então vi o quanto ele estava cheirando bebida, e com os olhos vermelhos. Imaginei que tivesse chorado.
Karina: Meu filho, levanta dai. Vem vou te ajudar a tomar um banho! - tentei levantar ele do banquinho -
Lucas: Não mãe, eu só quero a Duda. Só ela mãe. - começou chorar - Ela não me quer mais. Me ajuda mãe, me ajuda.
Karina: Calma. Vamos tomar um banho e você me conta o que aconteceu.
Com muito custo ele concordou e o ajudei a subir as escadas. Não sabia o que tinha acontecido, mas pelo jeito as coisas pareciam graves. Eu sabia que todo esse ódio deles um dia ia acabar virando amor ou coisa pior.
Lucas terminou o banho gelado, e agora parecia mais sóbrio. Ele veio se sentar ao meu lado na cama, e ficou encarando o nada por alguns minutos.
Karina: E então.. O que aconteceu entre você e a Duda? - olhei cuidadosa pra ele -
Lucas: Eu não sei bem mãe, é uma coisa louca que a gente tem, e ao mesmo tempo não tem.. - suspirou - Quando eu to perto dela, é diferente. Ela é diferente. To ficando maluco! - passou as mãos pelo cabelo impaciente, do jeito que eu conheço bem -
Karina: Filho, o nome disso é amor.. - sorri - Eu sabia que vocês iam acabar nisso..
Lucas: Amor? - riu sem humor - O que temos, ou melhor, o que não temos, é tudo, menos amor.
Karina: Lucas, você acha que eu não sei ver quando alguém esta apaixonado? Olha pra você meu filho..
Lucas: Mas não posso ficar com ela mãe.. - falou derrotado -
Karina: Uai, não to entendendo..
Lucas: Eu sei que vocês não vão aceitar, a senhora e o papai considera ela como filha..
Karina: Que isso Lucas, ta doido?
Lucas: Como posso ficar com alguém que toda minha família considera minha irmã? - falou irônico -
Karina: Lucas.. Não é assim! Nada me deixaria mais feliz do que ver vocês juntos - sorri sincera -
Ele me olhou confuso, e surpreso ao mesmo. Dei uma risada, ao entender o motivo de toda a confusão.
Karina: Filho, você fez uma confusão a toa - ri -
Lucas: Mas agora fudeu né mãe. Duda não quer me ver pintado de ouro! Fiz muita merda - colocou a mão no rosto se culpando -
Karina: Não se preocupa. Uma hora tudo vai se resolver. Dê tempo ao tempo..
Lucas: Espero que sim mãe.. Espero que sim! Essa muié ta me deixando maluco
Karina: Agora vai dormir, ta tarde!
Lucas: Obrigada mãe, cê é a muié mais foda do mundo! - me abraçou forte -
Karina: Te amo! Boa noite
Lucas: Também te amuuuu - fez bico -
- FLASH BACK OF -

Karina: Sabe Duda, eu não sei de tudo que aconteceu entre vocês.. E também não me importa isso. Mas ontem eu vi o quanto Lucas gosta de você. Nunca vi ele assim por alguém - olhei pra ela tentando passar confiança -
Duda: Tia é tão complicado - suspirou - Lucas me fez de boba tanta vezes..
Karina: Eu imagino.. Conheço o filho que tenho, mas ele fez o que fez, porque achava que não íamos aprovar vocês dois..
Duda: Lucas é doido - revirou os olhos -
Karina: Eu vou te apoiar em qualquer decisão. Faz o que você achar melhor..
Duda: Obrigada tia - sorriu agradecida -
Karina: Com o tempo as coisas vão se ajeitar, tanto pra você, quanto pra ele..
Duda: É..
O assunto encerrou assim que Leandro entrou na cozinha, mas eu já podia imaginar que ele devia saber de tudo, já que ele sempre foi o melhor antigo de Duda. O que também explicava a cara torta dele pra Lucas nos últimos dias.
Duda tomou seu café apressada, presumi que fosse pra não encontrar Lucas. E não demorou muito pra ela sair pra escola, mais uma vez sem os meninos.
- Fim de Narração -
E como em mais um dia, Duda evitou Lucas durante o período da aula. Os amigos já estavam sem saber o que fazer diante daquele situação toda. Apenas quem sabia do ocorrido até o momento era Willi e Leandro. Mas Luara, Babi, Jackson e Dyego já estavam começando desconfiar que algo estava errado entre eles. Mas ninguém falava nada.
Duda sempre fugia do assunto quando alguma amiga tentava falar sobre. Ela confiava nas meninas, mas ainda não estava preparada pra contar tudo que tinha acontecido.
No meio da segunda aula, Duda se lembrou que tinha marcado ginecologista as 11:00. Sentiu um gelo no estômago, todos iriam querer saber porque ela estava saindo mais cedo. Se tivesse lembrado antes que tinha marcado essa consulta na semana passada não teria ido pra escola.
A garota mandou um bilhete pra Babi no meio da aula de física. O professor era um porre, se visse ela trocando bilhetinhos capaz de expulsar as duas da sala.
“Vou ter que sair mais cedo hoje, copia tudo que os professores passarem. Pego com você depois :)”
Depois que leu o bilhete Babi ficou lançando olhares curiosos pra amiga a cada minuto. Duda se praguejou mentalmente, sabia que Babi não a deixaria em paz enquanto não descobrisse exatamente tudo que estava acontecendo.
Quando o sinal tocou anunciando o intervalo, Duda tentou sair despercebida da sala, mas logo foi encurralada por Babi no corredor.
Babi: Porque vai sair mais cedo? - olhou curiosa pra amiga -
Duda: Preciso resolver umas coisas - tentou encerrar o assunto -
Babi: Que coisas Maria Eduarda? Eu conheço você, ta escondendo alguma coisa - arqueou uma das sobrancelhas -
Duda: Não é nada Babi, relaxa!
Babi: Duda.. - insistiu -
Duda: Af Babi, vou no médico ok? - respondeu já irritada pela insistência da amiga -
Babi: Médico? Ta doente? Que médico? Como você não fala nada? - soltou tudo ao mesmo tempo -
Duda: Só vou na ginecologista! Não to morrendo! - respondeu sem pensar fazendo a boca de Babi abrir tanto que quase chega ao chão -
Babi: Ginecologista? Não vai me dizer que..
Duda: Que..
Babi: Aí meu Deus!!! Você não é mais virgem!
Duda: Xiiiiii - tapou a boca da amiga -
Babi: Me conta isso agora Maria Eduarda Ottoneli!
Duda: Agora não da!
Babi: Só me fala com quem foi então.. Por favor! Puta que pariu! Não to acreditando - disparou a falar -
Duda: To atrasada! Depois a gente conversa - tentou fugir da amiga, mas Babi foi mais rápida e a segurou novamente -
Babi: Por favor..
Duda: Lucas.. Foi com o Lucas.. - confessou -



morenadolucaslucco:

Lucas Lucco - Calma Amor



theme ©

next »

LINKS

InicioAskChatsFanfic